E se fosse eu?

Uma reflexão de Carolina Ferreira, 11º 8

Se tivesse de me pôr na pele daqueles que mais sofrem à procura de segurança, de um refúgio e paz, deixando tudo para trás. tendo apenas a esperança de encontrar um lugar melhor nem sei o que faria.

Não é fácil colocar-me no papel de quem parte sem nada encontrar. No fundo, para tentar salvar-se. Poder somente levar uma mochila é complicado. Afinal, não poderia colocar a minha vida toda dentro dela.
Para mim, o que me manteria viva e com alguma força para seguir em frente eram as memórias que guardaria no meu coração.

Na mochila, levaria dinheiro, água, uns enlatados, algo para me poder aquecer, um carregador de telemóvel, o meu iphone, escova de dentes, toalhitas para me poder manter o mais limpa possível, mas, para mim, o mais importante seria levar uma fotografia da minha família, sem a qual não consigo viver.

Não é de todo agradável pôr-me nesta situação, mas o mais importante é que com este pequeno texto pude refletir um pouco sobre a dificuldade pelas quais os refugiados passam. Por vezes, não temos bem a noção de muitos problemas e,  por isso, faz-nos bem parar e pensar sobre estes assuntos, porque muitas pessoas sofrem sem o terem merecido e nós, que aqui estamos em segurança, não damos o devido  valor ao que temos.

Anúncios

One thought on “E se fosse eu?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s