E se fosse eu?

Chegou a hora de abandonar

A aldeia onde cresci,

Vejo-me obrigado a procurar

Uma nova terra por aí.

 

Levo esta mala enorme,

O periquito na gaiola,

E para tempos mais alegres

Trago às costas a viola.

 

Nesta mochila trago

Roupa, dinheiro e medicamentos,

No bolso o telemóvel

Para os difíceis momentos.

 

Deixo para trás as velhas memórias

À procura de paz e tranquilidade,

Não é fácil partir,

Sobretudo nesta tenra idade.

 Nuno Teles e Tiago Rocha, 12º 1

 

Anúncios

One thought on “E se fosse eu?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s