O poema que saiu, este ano, no exame do 12º ano

BACH SEGOVIA GUITARRA

A música do ser
Povoa este deserto
Com sua guitarra
Ou com harpas de areia

Palavras silabadas
Vêm uma a uma
Na voz da guitarra

A música do ser
Interior ao silêncio
Cria seu próprio tempo
Que me dá morada

Palavras silabadas
Unidas uma a uma
Às paredes da casa

Por companheira tenho
A voz da guitarra

E no silêncio ouvinte
O canto me reúne
De muito longe venho
Pelo canto chamada

E agora de mim
Não me separa nada
Quando oiço cantar
A música do ser
Nostalgia ordenada
Num silêncio de areia
Que não foi pisada

SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN

Já agora, aqui ficam as perguntas do exame (639) com cenários de resposta (CR):

– Refira dois traços que contribuem para a humanização da música nas cinco primeiras estrofes do poema, apresentando transcrições que comprovem a sua resposta.

CR – A humanização da música decorre de vários aspetos:

– Estar associada a vivências subjetivas do ser humano (cf vv 8/11)

– Possuir uma voz que é companheira do “eu” poético (cf vv 5/7 e 15/16).

– Explicite a importância da música na construção da identidade do “eu”, de acordo com o conteúdo das duas últimas estrofes.

CR – A música é fundamental na construção da identidade do “eu”, na medida em que

– tem o poder de conferir unidade ao “eu” poético (vv 18/22);

– potencia o reencontro com um tempo primordial e puro (19/20; 26/27).

E partilho também o vídeo que retirei do youtube. Espero que, quando puderem ver, também gostem.

Anúncios

2 thoughts on “O poema que saiu, este ano, no exame do 12º ano

  1. Ai, Dolores! Esta interjeição inicial traduz o pressentimento (meu e mau) de que muitos dos examinandos se vão “espalhar” nestes dois itens da prova!…
    “Estou p’ra ver” os resultados da 639 este ano!
    O poema é lindíssimo, mas não é fácil: muito introspectivo, muito enigmático, muita metáfora, mas faz justiça ao compositor e ao intérprete de guitarra que o motivam! É um poema que nos obriga a parar, o que é difícil para os nossos jovens, que vivem na era da velocidade, do imediato e, consequentemente, do stress.
    A ver vamos. Amanhã já teremos umas luzinhas, quando levantarmos as provas.
    um beijinho,
    IA

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s